Sandman: Edição Definitiva Vol. 2

Absolute Sandman Vol.02

Capa Dura

620 páginas

Panini

Publicado em Outubro de 2018

Autor: Neil Gaiman

RESENHA

Conforme prometido na resenha do volume 1 da edição definitiva de Sandman, hoje trago para vocês a resenha do segundo volume da coleção.

O Volume 2 reúne as edições 21 a 39 da série, com cores reconstruídas e mais de 100 páginas de extras, com os posfácios das coletâneas originais, uma galeria repleta de artes baseadas no universo dos Sonhos, uma história curta publicada em Vertigo Winter’s Edge 1 e o roteiro completo da edição 23 de Sandman, o famoso e emblemático encontro do Senhor dos Sonhos com o Senhor do Inferno.

Capa e contracapa do volume 2 da Edição Definitiva de Sandman

Após finalizar a leitura da volume 1, que achei simplesmente sensacional, não via a hora de ler o segundo volume e descobrir os desdobramentos dos últimos acontecimentos do volume anterior.

Logo no inicio nos deparamos com uma reunião entre os perpétuos, convocada por Destino. Apenas um dos irmão não compareceu, Destruição, sem explicar os reais motivos de o mesmo ter ido embora. E é nesse ponto, que conhecemos mais sobre os perpétuos, com uma breve descrição sobre cada um deles.

O motivo desta reunião não está totalmente claro para os convocados, somente para Destino que apenas observa enquanto Desejo provoca Sonho sobre um antigo amor, que atualmente está trancafiada no Inferno. Isso acaba resultando no próprio Sonho indo para o Inferno afim de resgatar “Nada”, seu antigo amor.

Os desdobramentos desse arco da história, são nada menos que sensacionais. Em um determinado momento, para completar no capítulo “Estação das Brumas”, anjos, antigos Deuses nórdicos, egípcios e orientais, demônios, fadas e outra entidades surgem em busca de um determinado bem em posse de sonho.

Capítulo 6 “Estação das Brumas”

Além dessa história, outras são muito marcantes. Como de um inglês, Joshua Abraham Norton, que por um desafio feito por Desespero, Desejo e Delirium à Sonho, acaba se autodeclarando o imperador dos Estados Unidos.

E outro arco bastante intenso que começa no capítulo “Chacina na quinta avenida”, Barbie tenta salvar uma das ilhotas no mundo dos sonhos do temeroso Cuco.

Este segundo volume conseguiu ser tão ou até mais impressionante que o volume 1. As artes são sensacionais assim como os diálogos, personagens e a própria história.

Para finalizar deixo um dica importante para aqueles que ainda não começaram a leitura ou estão no começo. Prestem bastante a atenção em todos os personagens ao longo das histórias por que quando você menos esperar, alguns deste personagens irão ressurgir em outro arco histórias ao longo da obra.

Além do roteiro sensacional de Neil Gaiman, neste volume as artes ficaram a cargo de  Shawn McManus, Kelley Jones, Mike Dringenberg, Bryan Talbot, John Watkiss, Matt Wagner, Stan Woch, Colleen Doran, Duncan Eagleson, John Bolton, Malcolm Jones III, George Pratt, Dick Giordano, P. Craig Russel e Vince Locke.

Em breve, a resenha do volume 3 também estará disponível aqui no site.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s